You are currently browsing the category archive for the ‘Cloud Computing’ category.

Olá pessoal, 

A idéia de criação e utilização de APIs não é nova, muito pelo contrário. Todos os fabricantes de software sempre buscaram uma maneira de disponibilizar as funcionalidade dos seus produtos para terceiros, mas sempre esbarravam na questão de gestão da utilização de suas APIs. 

Pensando neste cenário, a Microsoft comprou uma empresa referencia na gestão de APIs, a Apiphany e incluiu seus serviços no Microsoft Azure. 

NewImage

Na prática, isto significa que agora o Azure possui uma plataforma para gestão das APIs de produtos existentes e novos produtos, integrados com a plataforma de nuvem da Microsoft, mas que não precisam ser obrigatóriamente tecnologias Microsoft.

Alguns beneficios do Azure Management API:

  • Criação de forma rápida de uma Fachada para serviços já existentes, sejam eles .NET, JAVA ou outra tecnologia
  • Facilidade de estender as capacidades dos serviços existentes com serviços como cache e acesso a múltiplos dominios
  • Permite empacotar e publicar as APIs e disponibiliza-las em versões de Desenvolvedor ou Produção
  • Permite gerenciar o acesso as APIs de forma simplificada, baseada em autenticação no nível da Aplicação ou do Usuário

Além disso, uma vez seu Produto criado e exposto como um conjunto de APIs, você passa a ter um portal do desenvolvedor, aonde podem ser encontradas as informações sobre as APIs disponíveis e a documentação de cada API. Tudo isto é feito de forma bem simples e visual, direto no portal do Azure. 

Screen Shot 2014 11 24 at 3 56 32 PM

Nos próximos posts, vou mostrar como criar e fazer a administração das APIs no Azure. 

 

Abs,

@daibert

 

 

 

  

Olá pessoal.

Dando sequência ao nosso aprendizado do Windows Azure AppFabric Caching, vou apresentar neste post como criar e configurar o Caching no portal do Windows Azure.

  • Acesse o portal do Windows Azure e clique em Service Bus, Access Control & Caching.

image

  • Clique a esquerda em AppFabric –> Cache. Com o item Cache selecionado, clique em New Namespace no menu superior.
  • Preencha os campos e selecione o tamanho do Cache e clique em OK.

image

Na versão atual do AppFabric Labs, só existem os tamanhos de 128MB e 256MB, porém, na versão final teremos 128MB, 256MB , 512MB, 1GB, 2GB and 4GB. Porém, não deixe de verificar as condições e preços aqui : http://www.microsoft.com/windowsazure/pricing/

Em alguns momentos o ambiente estará preparado:

image

image

Pronto. Ambiente de Cache distribuído pronto na nuvem.

Agora é partir para a construção da aplicação. O interessante é que, após o ambiente pronto na nuvem, o portal nos proverá o arquivo de configuração para utilizar-mos em nossas aplicações.

  • Para obter o arquivo de configuração, basta selecionar o Namespace que você deseja e clicar no menu superior View Client Configuration.

image

Pronto, basta copiar o código apresentado e utilizar na sua aplicação.

image

Obs: Num outro post falarei sobre o Access Control Service.

Bom, no próximo post mostrarei como criar uma aplicação utilizando o AppFabric Caching.

Dica: Baixe e instale o Windows Azure AppFabric SDK 2.0 aqui. Smiley piscando

Abraços,

@daibert

Olá pessoal.

Como já era esperado, o Windows Server AppFabric (WSA) Caching foi para a nuvem.

Durante o MIX, que está acontecendo esta semana em Las Vegas, foi anunciado que o Windos Azure AppFabric (WAA) Caching entrará em produção ainda este mês de abril no endereço https://appfabric.azure.com/. Por enquanto, pode-se acessa-lo pelo portal do AppFabric Labs em http://portal.appfabriclabs.com/.

Assim como o WSA, o WAA provê um modelo de cache de dados em memória, distribuídos por servidores, no caso do Azure AppFabric, em servidores na infraestrutura da nuvem da Microsoft.

Porém, a versão atual do Windows Azure AppFabric Caching, é um sub conjunto das funcionalidades Windows Server AppFabric Caching. Abaixo colei a lista de diferenças:

Notifications

Notifications are not supported in Windows Azure AppFabric caching. This also means that you cannot use notifications to invalidate the local cache. In Windows Azure AppFabric, local cache can use only a timeout based invalidation policy.

Expiration and Eviction

The default time for item expiration in the cache is 10 minutes. Unlike Windows Server AppFabric, there is no way to change this default cache configuration setting to a different value. If you require items to have a shorter or longer expiration value, you must programmatically specify the timeout for each item that is added to the cache.

Windows Azure AppFabric caching does not support disabling eviction on a cache. Under memory pressure, it is always possible that items could be evicted. Applications should be designed to anticipate that items might be missing and require reloading at any time.

High Availability

Windows Azure AppFabric caching does not support the high availability feature.

API Support

In most cases, you can use the same APIs to write cache clients that use Windows Azure AppFabric and Windows Server AppFabric. There are some exceptions due to differences between the two solutions. For a detailed review of the APIs available for Windows Azure AppFabric cache clients, see API Reference (Windows Azure AppFabric Caching).

Eu fiz uma série de posts que mostram os conceitos do Windows Server AppFabric, que são basicamente os mesmos que usaremos no Windows Azure AppFabric.

Sugiro dar uma lida novamente para refrescar a memória:

Alguns links que ficaram no meu blog do msdn, quando eu ainda trabalhava na Microsoft:

Então é hora de colocar a mão na massa. O post que entra logo na sequência, mostrará como criar e configurar o cache no portal do Azure AppFabric e logo depois, como criar a aplicação que se utiliza deste ambiente.

Abraços,
@daibert

Oi pessoal. Vou colar aqui o post que o Waldemir Cambiucci fez sobre a vinda do David Chappell no Brasil. Foi muito interessante a palestra que ele faz sobre Windows Azure. No site dele (http://www.davidchappell.com/) vocês podem encontrar uma série de documentos sobre Cloud Computing.

Logo depois da apresentação dele para o público, tive a oportunidade de participar de uma mesa redonda com ele junto ao time do CAI – Conselho de Arquitetos de Infraestrutura.

Abraços,

Daibert

—————————————————————————————————

Post original: http://blogs.msdn.com/b/wcamb/archive/2010/05/31/david-chappell-no-brasil-e-windows-azure.aspx

Olá pessoal, tudo certo?

Nesta segunda-feira, tivemos um convidado especial aqui na Microsoft Brasil : Mr. David Chappell (http://www.davidchappell.com/).

Mr. Chappell participou de um sessão especial sobre Windows Azure com uma audiência de empresas convidadas, compartilhando sua visão sobre Cloud Computing, Windows Azure e tendências. Foi muito interessante ouvir sua visão sobre as várias plataformas de cloud do mercado, posicionando os principais benefícios de cada plataforma e oportunidades para desenvolvedores e aplicações.

Fiz diversas anotações durante a sessão e espero compartilhar com vocês algumas delas, em posts futuros. Aguarde!

No final do dia, tivemos ainda uma sessão fechada com o time do CAI – Conselho de Arquitetos de Infraestrutura, de onde tirei essa foto show!!! 🙂

 Para guardar de recordação!

Não deixe de conferir alguns dos excelentes artigos de Mr. Chappell! Confira no link abaixo:

Ref.: http://www.davidchappell.com/writing/white_papers.php

Por enquanto é só! Até o próximo post 🙂

Waldemir.

Atualizações Twitter